Precauções financeiras na Internet

Os sites bancários têm uma responsabilidade e preocupação em termos de segurança da informação diferente dos sites gerais, para garantir a sua proteção. No entanto, os meios fraudulentos para recuperar informações pessoais e confidenciais estão a aumentar cada vez mais.

Precauções a ter antes de fazer pagamentos na Internet

  • De um modo geral, não efetue qualquer transação bancária em computadores não protegidos por antivírus e evite os sites desconhecidos, com fraca reputação;
  • Dedique algum tempo a verificar a autenticidade da entidade responsável pelo site;
  • Digite em vez de clicar no link de um e-mail não solicitado;
  • Certifique-se de que o URL do site começa com "https" e que existe o símbolo de um cadeado na barra de endereço do site, indicando que o site contém uma ligação segura.

Alguns conselhos para quando acede ao site do seu banco

  • Nunca aceda a serviços online do seu banco através de uma rede wi-fi, livre ou pública. Qualquer pessoa tem a capacidade de recuperar os seus dados e aceder à sua conta pessoal. Neste caso, é mais difícil provar que ocorreu uma fraude;
  • Nunca responda a um pedido de informações bancárias através de e-mail, SMS ou um site. Um banco geralmente entra em contato com os clientes por correio. Se tiver alguma dúvida, não hesite em contactar o seu banco;
  • Quando se abre uma janela enquanto está a aceder ao site do seu banco, nunca clique no link dessa janela. Feche a janela. Se aceitar a ação proposta na janela extra, poderá ser uma maneira de aceder aos seus dados bancários;
  • Nunca partilhe os seus dados bancários em redes sociais ou qualquer outra fonte que esteja acessível a todos;
  • Nunca use a sua data de nascimento ou a dos seus filhos como pin ou palavra passe. Opte por uma senha que não tenha qualquer ligação com a sua identidade.

O que é o phishing?

Phishing é uma técnica fraudulenta de Cibercrime usada por hackers (piratas informáticos) para obter informações confidenciais a partir dos utilizadores online, sendo muito comum a sua prática em instituições financeiras.

Esta consiste em fazer a vítima, da fraude, acreditar que o seu banco ou uma instituição de confiança lhe pediu, por e-mail, para escrever a sua palavra-chave, número do cartão de crédito, data de nascimento e outros dados, por motivos diversos que não correspondem à verdade.

Como se pode proteger do phishing?

  • Evite clicar nos links dos e-mails que recebeu, estes podem direcioná-lo/a para sites fraudulentos. Em caso de dúvida, digite manualmente o endereço na barra do navegador;
  • Apenas consulte ou altere as suas informações pessoais (dados bancários, senha...) em sites seguros (URL do site começa com "https" e que existe o símbolo de um cadeado na barra de endereço do site).

O conteúdo deste artigo é meramente informativo.