Cuidados a ter com os criminosos do mundo digital

A Internet é uma ferramenta muito útil e interessante para os criminosos digitais.

Alguns crimes têm como objetivo o roubo dos seus dados, pertences ou até mesmo a sua identidade.

O seu património poderá ser avaliado, digitalmente, a partir das fotografias da sua casa publicadas no seu Facebook, Flickr e outros sites de partilha de fotografias. Por exemplo, quando está orgulhoso/a do seu novo plasma, mobiliário, pintura, que partilha com a sua rede de “amigos”. 

Para escolher a data do roubo, nada é mais fácil que analisar as datas em que anunciou que vai de férias no seu mural do Facebook, ou que publicou as suas fotografias na praia ou outro local no mesmo dia que chega, e até o dia em que anuncia o seu regresso, por exemplo no Twitter.

Finalmente, só resta encontrar a sua morada, que até publicou no seu perfil online ou utilizou num serviço de geolocalização, e que permite especificar a sua localização em tempo real.

Falsificação de identidade

O roubo de identidade é um crime que já existia bem antes da Internet surgir, mas que está a crescer devido aos dados pessoais que são publicados. Por exemplo, os dados referentes ao seu estado civil que partilha com os seus "amigos" de forma pública.

O objetivo do roubo de identidade é produzir documentos falsos, que serão usados para obter uma carta de condução ou outros documentos e, mais frequentemente, para obter um empréstimo bancário. Nestes casos, a identificação de quem utiliza os documentos para determinado fim ou solicita o empréstimo é você.

Algumas dicas para evitar riscos no mundo digital:

  1. Nunca publique a sua data de nascimento. A sua data de nascimento é algo muito difícil de autenticar. É útil para quando perde a sua password de acesso ao seu banco online ou para quando faz compras online com o seu cartão de crédito;
  2. Nunca publique a sua morada num site de Internet público. Nunca coloque o seu endereço em perfis públicos. Qualquer pessoa pode fazer uma visita à sua casa para o/a roubar (pode ver o seu bilhete de identidade, extratos de conta, etc.), visualizar a informação da sua caixa de correio ou revistar o seu lixo para obter as informações que faltam para roubar a sua identidade. Por outro lado, pode fornecer o seu endereço a sites protegidos como os de e-comércio, banco online, impostos ou outros. Estes estão em modo seguro quando o endereço URL inicia com https, em vez de http, e quando permite visualizar um cadeado fechado no canto inferior direito da janela (a posição pode variar dependendo dos navegadores);
  3. Nunca publique datas relacionadas com a sua vida privada. Não publique as datas das suas férias, das suas viagens ou dos seus programas para o fim de semana;
  4. Evite publicar fotografias do seu património. Deverá evitar publicar o que evidencie o seu nível de vida e riqueza, como sejam fotografias da sua casa, do seu automóvel novo, da sua coleção de arte, entre outros. 

O conteúdo deste artigo é meramente informativo.