Reputação Online: como monitorizar?

A reputação traduz-se no que os outros pensam e dizem sobre nós, mas igualmente no que dizemos de nós mesmos.

Na Internet são várias as possibilidades e facilidades de comunicação, o que faz com que consigamos contactar com várias pessoas ao mesmo tempo, desenvolver relações e partilhar informações mais rápida e massificadamente. Fala de si mesmo, os outros falam sobre si, e desta forma a sua reputação "online" vai construindo-se.

Deve estar atento/a e protegê-la. Algumas pessoas acreditam que esta é uma preocupação que apenas as celebridades e figuras públicas devem ter. No entanto, é incorreto, pois este é um desafio de todos e cada vez mais importante.
      
Na verdade, os blogs e as redes sociais, são cada vez mais consultados para encontrar informações sobre as pessoas, quer no âmbito profissional (empregador, cliente, fornecedor) ou pessoal (amigos, cônjuges,etc.).

Como deve monitorizar a sua reputação online?

  • Pesquise frequentemente o seu primeiro e último nome: no motor de pesquisa do Google e também nas Imagens e Vídeos ou no blogsearch.google.com, que monitoriza blogs;
  • O mais eficaz é criar um alerta no Google (http://www.google.com/alerts). É grátis, tudo o que precisa é de ter uma conta Google. Irá receber um e-mail sempre que o seu sobrenome seja referenciado. Pode programar os alertas à sua escolha: sobre os nomes dos seus filhos, da sua empresa, do seu site, blog... Mesmo que o Google reúna 90% das buscas na Internet, não se esqueça dos restantes motores de busca como o Bing, Yahoo!, entre outros;
  • Proteja as suas configurações: aperfeiçoar a sua e-reputação passa também por proteger as suas configurações de acesso e divulgação dos seus perfis nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Flickr, Foursquare, Instagram, etc., onde são armazenadas informações pessoais que podem ser distorcidas e/ou reutilizadas, prejudicando a sua reputação;
  • Escolha um pseudónimo para publicar em fóruns ou blogs onde expõe informações íntimas (chats, olx, classificados, entre outros);
  • Faça o mesmo se pretender criar uma conta numa plataforma de vídeo destinada à partilha de filmes pessoais. Inscreva-se com um endereço de e-mail que esteja reservado para esses fins e que não tenha nenhuma relação com sua identidade real, de forma a proteger-se;
  • Pense muito bem antes de publicar alguma coisa. O conteúdo que está prestes a publicar pode-lhe parecer trivial no momento, mas será que continuará a ser dessa forma no futuro? Deverá questionar-se cada vez que publica algo. Se, após publicar um conteúdo, se arrepender e decidir excluir o conteúdo, lembre-se que alguém pode ter tirado uma fotografia do ecrã!

O conteúdo deste artigo é meramente informativo.