Lutar contra o declínio cognitivo

Com a idade vão aparecendo algumas dificuldades cognitivas. Ficamos mais sensíveis a interferências externas, tais como os ruídos de fundo, sendo a atenção cada vez menor e a memorização mais difícil. Para se proteger destes problemas, todas as funções cognitivas serão solicitadas.

Está cientificamente comprovado que é possível manter uma boa saúde física e mental ao longo da nossa vida. Para isso, devem de ser adotados determinados tipos de comportamento.

Estimular as capacidades cognitivas permite não só adiar por vários anos o declínio cognitivo relacionado com o envelhecimento, mas também reduzir o risco de transtorno cognitivo leve, e até mesmo o risco de doenças neuro degenerativas, como o Alzheimer.
 
Ao estimular as capacidades cognitivas está a criar novas ‘redes’ de neurónios que reforçam as estruturas existentes.

Controle a saúde do seu cérebro através de alguns truques:

  • atividade física regular é importante tanto para o corpo como para a mente! O facto de se mover pode fortalecer as suas conexões neurológicas. Não precisa de ser um grande desportista para manter o seu cérebro em forma. Mover-se e andar a pé é mais do que suficiente!
  •  Ao nível da nutrição aprenda a consciencializar-se acerca do que come! Alguns regimes alimentares promovem a estimulação das funções cerebrais e melhoram o desempenho cognitivo. Por exemplo, dietas ricas em vitamina B (presente nos ovos) ou aquelas ricas em ácidos graxos Omega-3 (em peixe) agem positivamente sobre a memória. O que come irá afetar diretamente a saúde do seu cérebro.
  • Para adiar os efeitos do envelhecimento do cérebro pode também recorrer a jogos de entretenimento cerebral (cartas, xadrez, palavras cruzadas, quebra-cabeças) que, cada vez mais, são recomendados pelos especialistas. A estimulação intelectual é um fator de prevenção no declínio cognitivo. Por isso, aumenta a sua idade cerebral eficazmente e de forma divertida!
  • Falta de sono causa um estado de fadiga mental que prejudica a concentração e evita consolidar corretamente a memória. São precisas 7 a 8 horas de sono por noite para que o cérebro de um adulto funcione de sua forma regular.
  • Conversar com os seus amigos irá ajudá-lo/a a entreter o seu cérebro, especialmente com a idade. Manter relações sociais reduz significativamente o declínio cerebral.
  • A música pode aumentar a sua capacidade cerebral, permitindo que se sinta mais descontraído/a, estimulando, ao mesmo tempo, a sua mente. Atividades como ouvir uma história também podem contribuir para os mesmos resultados.
  • Seja otimista! O pensamento positivo melhora a saúde do cérebro a longo prazo e pode ter efeitos benéficos sobre a sua capacidade de gerir informações. Um estudo publicado em 2007 demonstrou que pessoas que experimentam emoções positivas mais frequentemente são 60% menos propensas a desenvolver transtorno cognitivo leve.

 
 
O conteúdo deste artigo é meramente informativo e não dispensa a consulta de um médico.