O que nos leva a praticar desporto?

São diversas as razões que estão na origem de uma prática desportiva: descomprimir, ficar em boa forma física, superar-se,etc.

Desporto ou atividade física?

A "atividade desportiva" não deve ser confundida com a “atividade física”. Ir às compras a pé, andar de bicicleta numa tarde de domingo com os seus filhos ou nadar numa piscina são atividades que não são consideradas desporto. No entanto, são atividades físicas benéficas tendo em conta que contribuem para que o sedentarismo não faça parte do seu dia a dia.

Para que a sua saúde beneficie não é necessário que pratique desporto, sendo suficiente que pratique pelo menos uma atividade física todos os dias ou mesmo diversas vezes por semana. 

A prática desportiva exige um maior investimento em motivação e tempo que a atividade física. Antes de escolher um desporto, é importante perguntar ao/à seu/sua médico/a se a atividade que está a planear praticar é benéfica para si tendo em conta o seu historial, de forma a evitar problemas de saúde tardios.

Para se divertir

Antes de mais, a diversão deve ser o principal fator na escolha de um desporto. Sem este sentimento de prazer é difícil de manter a assiduidade necessária para o desenvolvimento da sua performance e para alcançar benefícios para a sua saúde. 

O prazer durante a prática de um desporto pode dever-se a diferentes fatores: alegria de melhorar o desempenho pessoal ou simplesmente de conhecer pessoas; euforia de ter passado uma prova; bem-estar após uma atividade desportiva; entusiasmo pela prática do próprio exercício desportivo; entre muitas outras.

Para manter a forma

Manter a forma é a motivação mais comum das pessoas que praticam desporto. Os benefícios para a saúde por prática desportiva são inúmeros e geralmente contribuem para a melhoria da qualidade de vida.

Em seguida, identificamos alguns dos benefícios:

  • Melhoria na ventilação pulmonar;
  • Fortalecimento do coração e vasos, o que ajuda a prevenir a hipertensão arterial e os enfartes;
  • Aumento da massa muscular e, conjugando com uma dieta apropriada, diminuição de massa gorda (previne o excesso de peso e obesidade);
  • Diminuição do risco de diabetes tipo 2 (‘diabetes gordos’);
  • Manutenção das articulações e ossos, prevenindo a osteoporose e as artroses;
  • Manutenção da coordenação motora e reflexos, o que ajuda a prevenir as quedas em idosos;
  • Redução dos níveis de stress, isolamento, falta de auto-estima, ansiedade e depressão;
  • Prevenção de problemas de ereção (impotência) em homens acima dos 40.

Poderá aumentar o nível de eficiência de todos estes benefícios, conjugando diferentes atividades desportivas ou físicas

Por exemplo, a associação de um desporto de força, como a musculação, com um desporto de resistência, como a natação, permite um treino mais completo do seu corpo.

Para perder peso

O desporto em si é raramente suficiente para perder peso. O contrário é um mito. Por isso, deverá associar uma dieta adequada à prática desportiva.

Pensar que a prática de um desporto compensa uma dieta muito calórica é uma ilusão. Para queimar um quilograma de gordura é preciso, por exemplo, cerca de 140 km de marcha ou 100 km de corrida! Seja qual for o desporto, a sua capacidade para queimar os quilos a mais é muito limitada. Sendo assim, porque é que recomendamos a prática de desporto às pessoas que querem perder peso?

Quando se inicia uma dieta destinada à perda de peso isoladamente, gera-se no corpo uma necessidade de energia devido ao fato da alimentação não ser suficiente para as suas necessidades diárias. Espontaneamente, o corpo vai obter essa energia queimando a gordura e também massa muscular, ou seja, transformando o tecido adiposo e as proteínas musculares em açúcar.

A prática regular de um desporto vai forçar o corpo a preservar os músculos e a concentrar-se na gordura para encontrar a energia que lhe falta. Por este motivo, a prática de desportiva é indispensável a um regime de perda de peso. Esta permite-lhe queimar mais energia (gasto de energia ligado ao desporto contribui para o efeito final), mas principalmente evita que o seu corpo consuma a massa muscular em vez de gordura.

Na seleção de um desporto para acompanhar um regime de emagrecimento, há uma tendência preferencial para as atividades mais ligadas à resistência/cardio.

Os desportos com duração de pelo menos meia hora são aqueles que melhor processam o consumo de gorduras. 
No caso das pessoas mais obesas, a escolha do desporto depende também do estado das suas articulações, particularmente ao nível dos quadris e joelhos. Para estas pessoas, nadar ou andar de bicicleta são os desportos de resistência mais aconselháveis, pois aliviam as articulações do peso corporal.
    
Para manter as relações sociais

Existem muitas atividades desportivas que podem ser praticadas a dois ou em grupo. 
É uma excelente oportunidade para se juntar a amigos/as e/ou fazer novas amizades. O desporto é por vezes um auxílio para evitar o isolamento. 
As pessoas que preferem as atividades individuais às coletivas, também têm a possibilidade de conhecer outras pessoas com a mesma preferência, e até de participar em atividades no seio de um grupo, inscrevendo-se num clube desportivo ou ginásio.
   
Por questões de estética

Há muito que a beleza é uma questão de época, moda e cultura, e desde sempre que as figuras atléticas são um padrão na representação física e um modelo a seguir.
É compreensível que opte por fazer desporto por razões estéticas (para os outros ou até para si mesmo).
Este benefício poderá ser conseguido sem grandes mudanças na sua morfologia. Por exemplo, uma zona abdominal mais lisa e as pernas mais firmes, podem ser o suficiente para garantir que a pessoa tenha uma melhor imagem de si mesma e para que se sentir mais confiante.
Além disso, o simples fato de praticar um desporto, mesmo sem grande benefício estético, dá uma imagem mais positiva de si mesmo, refletindo-se igualmente na imagem que os outros têm de si.
   
Para combater o stress

Existem muitos desportos com um efeito benéfico sobre o stress: natação, yoga, tai chi chuan, entre outros. 
A prática desportiva aumenta a produção de determinadas hormonas (endorfinas) no corpo, que dão uma sensação de bem-estar tal que pode levar a uma verdadeira dependência na pessoa. 
O desporto faz também com que se abstraia dos seus pensamentos negativos, do seu trabalho ou dos seus problemas domésticos, e ainda faz com que tenha momentos só seus, livres dos aborrecimentos da vida quotidiana.
As inúmeras atividades desportivas, particularmente as que são praticadas em ambientes naturais, ajudam a escapar e a mudar o horizonte do quotidiano. Estas são uma excelente maneira de se afastar dos seus problemas diários, não para fugir dos mesmos, mas para os abordar de uma forma diferente e mais calma.
A competição associada à prática de alguns desportos permite-lhe aumentar a auto-confiança e ensina-lhe a gerir de uma outra perspetiva os momentos de maior tensão. Ainda, contribui para melhorar a sua capacidade de se acalmar, de analisar as situações de uma outra forma, o que é essencial na gestão do stress.

O conteúdo deste artigo é meramente informativo e não dispensa a consulta de um médico.