Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Acidentes e Lesões

Acidentes de trabalho: Quedas

Quedas ao mesmo nível, tropeções e escorregões

Medidas de prevenção para eliminar/minimizar o risco

  • Ordem no espaço de trabalho
    Manter as zonas de trabalho limpas e arrumadas e as vias de acesso/circulação desobstruídas.

  • Escadarias
    As escadas deverão estar equipadas com corrimãos, faixas antiderrapantes nos degraus e boa iluminação.

  • Pavimentos
    A superfície dos pavimentos de ser verificada com regularidade para detetar possíveis anomalias e, sempre que necessário, deve proceder-se à sua manutenção. Constituem potenciais perigos os buracos, fissuras, alcatifas e tapetes soltos, entre outros.
    A escolha da superfície dos pavimentos deve ser adaptada ao trabalho a executar.

  • Limpeza e manutenção
    A limpeza e manutenção regulares dos espaços de trabalho minimizará os riscos. Os métodos, equipamentos e materiais utilizados deverão ser adaptados à superfície a tratar.

  • Derrames
    Os derrames devem ser imediatamente limpos através de procedimentos de limpeza adequados. O local do derrame deverá ser sinalizado, organizando vias de circulação alternativas.
  • Passagem de cabos (elétricos, dados, etc.)
    Os equipamentos devem ser colocados de modo a que os cabos não atravessem as vias de circulação. Os cabos devem ser cobertos e presos aos pavimentos de forma a não apresentar saliências.

  • Iluminação
    Assegurar que os locais de trabalho recebem luz natural suficiente e estejam equipados com luz artificial adequada à proteção de segurança e saúde dos trabalhadores.

  • Obstruções
    Sempre que possível devem ser removidas. Caso não seja possível, removê-las, devem ser utilizadas barreiras adequadas e afixados avisos de perigo.

  • Calçado
    Os trabalhadores devem ter à sua disposição calçado adequado de acordo com as características do trabalho que executam e a superfície dos pavimentos.

Sabia que...

Fonte: ACT - Autoridade para as Condições do Trabalho (informação atualizada em setembro de 2022)

  • 9% dos acidentes de trabalho graves que ocorreram em Portugal em 2021 tiveram na sua origem um tropeção ou um escorregão;

  • Os tropeções e escorregões foram responsáveis por 4% dos acidentes de trabalho mortais em 2021:

  • 35% dos acidentes com quedas ao mesmo nível ocorreram na construção civil;

  • 26% destes acidentes aconteceram em indústrias transformadoras e 9% no comércio.

Os acidentes devido a quedas não acontecem só em altura, ocorrem também em alturas muito baixas (< 2 metros) e ao mesmo nível. De acordo com as estatísticas, 60 % das quedas ocorrem ao mesmo nível e são resultantes de tropeções e escorregadelas. Os restantes 40% correspondem a quedas em altura.

  • Escorregões: ocorrem quando existe pouca tração ou atrito entre o calçado e a superfície.
  • Tropeções: ocorrem quando os pés colidem com objetos que causam perda de equilíbrio.

    Atendendo aos estudos de sinistralidade laboral dos Clientes Ageas Seguros, verifica-se que este tipo de acidentes é um dos mais frequentes na realidade laboral das empresas.

Checklist autodiagnóstico

Uma checklist que lhe permitirá efetuar um autodiagnóstico à sua empresa no que diz respeito às quedas ao mesmo nível.

O conteúdo deste Guia é apresentado apenas para fins informativos, não correspondendo ao cumprimento de qualquer obrigação contratual ou legal da seguradora nem substituindo o papel do segurado como responsável na gestão do risco. A informação contida neste documento pode ser objeto de alteração ou atualização a qualquer momento e não dispensa a consulta da legislação em vigor e das melhores práticas aplicadas nesta matéria, pelo que a Ageas Seguros não pode garantir a exata precisão e atualidade da mesma. A Ageas Seguros não assume qualquer responsabilidade pela utilização que possa vir a ser feita desta informação, que é da exclusiva responsabilidade do segurado

Artigos relacionados

  • Segurança de máquinas e de equipamentos de trabalho

    Em todos os setores de atividade se verificam sinistros em que estão envolvidos máquinas ou equipamentos de trabalho. Guia informativo sobre segurança na utilização e manutenção destes equipamentos

  • Equipamentos de proteção individual

    Um Equipamento de Proteção Individual (EPI) é todo o equipamento, complemento ou acessório, destinado a ser utilizado pelo trabalhador para se proteger dos riscos para a sua saúde e segurança. Os EPI são um complemento à proteção, jamais substituindo as medidas e equipamentos de proteção colectiva.

  • Princípios da Gestão de Risco

    A importância do processo de gestão de risco e as suas implicações nos locais de trabalho. Gestão de risco é um conjunto de estratégias como identificação, avaliação e controlo de riscos de caráter proativo e sistemática que estão ligados a uma determinada atividade.