Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Coloque o seu telemóvel na vertical para navegar no site.

Saúde & Higiene

Higienização do local de trabalho

Estabelecer medidas de higiene

Para segurança de todos os colaboradores, é essencial definir e exigir procedimentos e processos básicos de higienização das mãos, de etiqueta respiratória, de colocação de máscaras e procedimentos de conduta social e manter práticas regulares de limpeza, de forma clara, simples e objetiva, fornecendo recursos e um ambiente de trabalho que promova a higiene pessoal.


Em geral, é necessário manter e fornecer um suprimento adequado de equipamentos e produtos de higiene, nomeadamente:

  • Panos de limpeza, toalhetes de limpeza de uso único humedecidos em desinfetante, lixívia e álcool a 70º, sabão, solução hidroalcoólica e tecidos descartáveis;

  • Equipamentos de limpeza, de uso único, que devem ser eliminados ou descartados após utilização. Quando a utilização única não for possível, deve estar prevista a limpeza e desinfeção após a sua utilização. Não deve ser utilizado equipamento de ar comprimido na limpeza, pelo risco de recirculação de aerossóis;

  • Produtos de higiene e limpeza. O planeamento da higienização e limpeza deve ser relativo aos revestimentos, aos equipamentos e utensílios, assim como aos objetos e superfícies que são mais manuseadas (ex. corrimãos, maçanetas de portas, botões de elevador). A limpeza e desinfeção das superfícies deve ser realizada com detergente desengordurante, seguido de desinfetante;

  • Contentor de resíduos com abertura não manual e saco plástico;

  • Solução antisséptica de base alcoólica ou solução à base de álcool de desinfetante para as mãos que tenha pelo menos 70% de álcool e disponibilizar a mesma através de dispensadores (preferencialmente eletrónicos sem contacto) em sítios estratégicos conjuntamente com informação sobre os procedimentos de higienização das mãos;

  • Toalhetes de papel para secagem das mãos, nas instalações sanitárias e noutros locais onde seja possível a higienização das mãos;

  • Máscaras cirúrgicas para eventual utilização de Colaborador com sintomas e (caso suspeito) e máscaras cirúrgicas e luvas descartáveis, a utilizar, enquanto medida de precaução, pelos Colaboradores que prestam assistência ao Colaborador com sintomas (caso suspeito).

higienizacao-escritorio

Procedimentos de higienização

Devem ser definidos procedimentos específicos de higienização, de modo a estabelecer rotinas junto dos Colaboradores que devem incluir:

    • Lavar as mãos

      Lavar frequentemente as mãos pelo menos por 20 segundos com água e sabão ou com uma solução hidroalcoólica. É especialmente importante lavar depois de tossir ou espirrar ou depois de tocar em superfícies potencialmente contaminadas. 

      Após a limpeza estar concluída e após a remoção de luvas e máscara, é necessário que os funcionários de limpeza realizem a higienização completa das mãos.

    • Evite tocar na cara

      Evitar tocar nos olhos, nariz ou boca.

    • Cobrir o nariz e boca quando tossir

      Cobrir o nariz e a boca com um lenço descartável quando tossir e espirrar e, em seguida, descarte-o em uma lata de lixo fechada. Caso não tenham lenços, devem usar a parte interna do cotovelo para evitar contaminar as mãos.

    • Procedimentos para máscaras

      Definir procedimentos de colocação e remoção de máscaras e luvas (incluindo a higienização das mãos antes de colocar e após remoção).

    • Colocação de placas informativas

      Colocação de placas informativas dos respetivos procedimentos de nos diferentes locais adequados incluindo procedimentos (obrigatórios) de auto higienização, etiqueta respiratória e de conduta social.

    • Gestão ambiental

      A gestão ambiental é essencial. Os componentes deste sistema incluem ventilação natural e forçada e sistemas de ventilação limpos e atualizados. Recomenda-se preferencialmente o reforço da ventilação natural, através do arejamento dos locais de trabalho (pelo menos duas vezes por dia) e instalar-se no sistema AVAC (aquecimento, ventilação e ar condicionado) filtros de ar de alta eficiência e reforçar a limpeza destes filtros, realizar e aumentar as taxas e níveis de ventilação no ambiente de trabalho de forma periódica, assídua e frequente para renovar o ar com mais regularidade.

    • Funcionários de limpeza

      A proteção do pessoal de limpeza deverá ser garantida e todas as tarefas devem ser realizadas com uma máscara e luvas descartáveis.

      No caso de utilização de uniformes de trabalho ou similares, após utilização, estes deverão ser ensacados e fechados e transferidos para o ponto em que é feita a lavagem habitual, recomendando-se uma lavagem de ciclo completo a uma temperatura entre 60 e 90 graus. A lavagem regular da roupa de trabalho deve ser garantida

    • Reforçar tarefas de limpeza

      É aconselhável aumentar e reforçar as tarefas de limpeza e a remoção de desperdícios/resíduos em todas as salas, com ênfase especial nas superfícies que são tocadas com mais frequência, como janelas, portas e respetivos dispositivos de abertura, bem como todos os aparelhos, máquinas, equipamentos mais utilizados pelos funcionários.

    • Gestão de resíduos

      A gestão comum de resíduos deverá continuar a ser realizada da maneira usual, respeitando os protocolos de separação de resíduos.

      Recomenda-se que lenços ou toalhetes descartáveis usados para secar as mãos ou para conformidade com “etiqueta respiratória” sejam descartados em recipientes protegidos com tampa e, se possível, acionados por pedal.

      Todo o material de higiene pessoal (máscaras, luvas de látex, etc.) deve ser depositado no agrupamento de resíduos domésticos após devido ensacamento fechado. Caso um trabalhador apresente sintomas, será necessário isolar o utensílio onde depositou lenços ou outros produtos usados. Este saco de lixo deve ser removido e colocado em um segundo saco de lixo, devidamente fechado para depósito de resíduos domésticos.

    • Medir temperatura

      As empresas podem considerar medir a temperatura dos funcionários, devendo, no entanto, informar e incentivar os funcionários a se auto monitorarem quanto a sinais e sintomas do COVID-19, se suspeitarem de uma possível exposição.


Para sua segurança e de todos os colaboradores, leia também sobre o que fazer em caso de possível infeção de colaborador.

O conteúdo deste Guia é apresentado apenas para fins informativos, não correspondendo ao cumprimento de qualquer obrigação contratual ou legal da seguradora nem substituindo o papel do segurado como responsável na gestão do risco. A informação contida neste documento pode ser objeto de alteração ou atualização a qualquer momento e não dispensa a consulta da legislação em vigor e das melhores práticas aplicadas nesta matéria, pelo que a Ageas Seguros não pode garantir a exata precisão e atualidade da mesma. A Ageas Seguros não assume qualquer responsabilidade pela utilização que possa vir a ser feita desta informação, que é da exclusiva responsabilidade do segurado

Artigos relacionados

  • Segurança de máquinas e de equipamentos de trabalho

    Em todos os setores de atividade se verificam sinistros em que estão envolvidos máquinas ou equipamentos de trabalho. Guia informativo sobre segurança na utilização e manutenção destes equipamentos

  • Equipamentos de proteção individual

    Um Equipamento de Proteção Individual (EPI) é todo o equipamento, complemento ou acessório, destinado a ser utilizado pelo trabalhador para se proteger dos riscos para a sua saúde e segurança. Os EPI são um complemento à proteção, jamais substituindo as medidas e equipamentos de proteção colectiva.

  • Princípios da Gestão de Risco

    A importância do processo de gestão de risco e as suas implicações nos locais de trabalho. Gestão de risco é um conjunto de estratégias como identificação, avaliação e controlo de riscos de caráter proativo e sistemática que estão ligados a uma determinada atividade.